Posso afirmar que uma das decisões mais difíceis para quem é Gestor/Assistente Virtual é definir como cobrar pelos serviços. Isso porque existem várias formas de cobrar o seu cliente pelo seu trabalho.

Você tem opções como hora, pacote, serviço ou projeto. Mas fique atento que se você cobra por hora, nunca ganhará mais do que o número de horas por dia. Por vezes, vale mais a pena fechar um contrato por projeto ou pacote.

Confira neste artigo as várias formas de cobrar pelos seus serviços e os prós e contras de cada um. No final quem vai determinar isso é você mesmo de acordo com suas necessidades e de seus clientes.

Por hora

O preço da tarifa por hora é quando você define um preço por uma hora de seus serviços. Para isso é necessário controlar o tempo e fazer uma nota fiscal ou recibo para o cliente após a conclusão do trabalho.

Alguns clientes preferem esse método, pois sabem que estão pagando apenas pelas horas trabalhadas especificamente para eles. Você também pode levar em consideração o valor da sua hora para fechar outras formas de cobrar.

Prós

Contra

Por projeto

Cobrar por projeto pode ser uma alternativa quando um cliente tiver um projeto único para concluir, sendo possível estipular um valor fixo. Mas você vai precisar levar em consideração o valor da sua hora e quanto tempo consegue concluir o projeto.

Esse tipo de precificação, geralmente é mais usado para projetos de grande escala como a criação de um site, criação de cursos ou apresentação. O recomendado é receber pelo menos 50% do valor no início e o restante na conclusão do projeto.

Prós

Contra

Por pacote

Ao contrário de vender as horas em que trabalhará para o cliente, no pacote você entrega outro tipo de valor agregado. Talvez por isso a maioria acaba optando por esse tipo de precificação.

A opção é perfeita para o cliente que precisa de ajuda recorrente em seu negócio. O cliente pode fechar um pacote de horas/mês e serviços com você, que vai definir como vai gastar esse tempo para resolver os problemas do cliente.

Prós

Contras

Cobrar por hora pode ser a melhor opção para quem está apenas começando na carreira. Já cobrar por projeto e pacote vale mais a pena quando já se tem uma noção de quanto tempo leva cada serviço e um relacionamento com o cliente.

No entanto, é você quem decide como cobrar pelos serviços de Gestor/Assistente Virtual. Dependendo da necessidade do cliente você pode fazer uma combinação das três formas de precificação.

Conseguiu entender como cobrar pelos serviços? Então aproveite para seguir a gente nas redes sociais. Estamos presentes no Facebook, Instagram,Twitter, Linkedln,Youtube, Pinterest e Telegram.